Sauditas oferecem informações à ONU sobre ataques contra civis no Iêmen

Nações Unidas, Estados Unidos, 30 Jul 2016 (AFP) - A coalizão árabe sob comando saudita se ofereceu para compartilhar com as Nações Unidas o resultado de 10 investigações sobre ataques aéreos contra alvos civis no Iêmen, de acordo com uma carta confidencial obtida neste sábado pela AFP.

Na carta de 13 páginas, dirigida na quinta-feira ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o embaixador saudita, Abdallah al-Mouallimi, destacou uma série de medidas que a coalizão tomou para prevenir ataques contra civis no Iêmen.

A coalizão compartilhará o resultado das investigações com as Nações Unidas durante uma reunião proposta por eles em Riad, indicou o diplomata.

A oferta de informação sobre os ataques lançados contra hospitais, residências, mercados e inclusive uma festa de casamento é feita em resposta às demandas da ONU para que os ataques contra civis parem.

"A coalizão leva muito a sério qualquer acusação de violação dos direitos de civis e crianças", acrescentou o embaixador.

"Sem sombra de dúvidas, a coalizão está comprometida com a proteção de civis e com o total respeito as suas obrigações legais internacionais", disse.

O secretário-geral deve reportar na terça-feira ao Conselho de Segurança da ONU se estas medidas serão suficientes para que a Arábia Saudita fique fora de uma lista negra sobre o respeito aos direitos das crianças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos