Uma mulher, Yuriko Koike, é eleita pela primeira vez governadora de Tóquio (pesquisas)

Tóquio, 31 Jul 2016 (AFP) - Pela primeira vez, uma mulher, Yuriko Koike, foi eleita governadora da cidade de Tóquio, informaram neste domingo as redes de televisão japonesas, baseando-se em suas próprias pesquisas de boca de urna.

Yuriko Koike, de 64 anos, ex-ministra do Meio Ambiente e da Defesa e que fala inglês e árabe, assumirá o cargo por quatro anos e terá que supervisionar a preparação dos Jogos Olímpicos de 2020.

"Dirigirei a política de Tóquio de uma maneira sem precedentes, será a Tóquio nunca vista antes", declarou Koike, afônica após duas semanas de campanha.

"Quero uma Tóquio onde cada um possa brilhar, das crianças aos idosos e as pessoas com deficiência, com o objetivo de que a vida de todos seja melhor", declarou.

Seu mandato terminará logo depois da abertura dos Jogos.

Os preparativos já atravessaram vários episódios embaraçosos: a eleição da cidade de Tóquio é atingida por suspeitas de corrupção investigadas pela justiça francesa; o primeiro projeto de estádio, muito caro, foi anulado após semanas de polêmica e a logomarca inicial foi retirada por acusações de plágio.

Por último, o governador anterior, Yoichi Masuzoe, acusado de ter utilizado fundos políticos com fins pessoais, apresentou sua renúncia em junho.

Koike também terá que gerenciar a economia de uma cidade do tamanho da Indonésia, enfrentar o problema da falta de creches e preparar uma população de 13,6 milhões de habitantes diante um possível terremoto grave, uma eventualidade que continua assombrando seus habitantes desde o terremoto e tsunami de março de 2011.

oh-uh/alc/jvb/zm/pr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos