Kerry pede contenção a Moscou e Assad para possibilitar negociações

Washington, 2 Ago 2016 (AFP) - O secretário de Estado americano, John Kerry, pediu contenção ao governo da Rússia e ao regime de Bashar al-Assad ante os violentos confrontos na Síria para possibilitar o início de negociações para uma transição política no país.

"É crucial, obviamente, que tanto Rússia como o regime de (Bashar al) Assad se contenham de realizar operações ofensivas, assim como é nossa responsabilidade que a oposição evite estas operações", disse Kerry à imprensa.

Ele acrescentou que os ataques do governo sírio impediram que as partes em conflito se reunissem para negociações na segunda-feira, data estabelecida para que as forças do regime e a oposição negociassem o marco de uma transição política.

"A data objetivo foi fixada com o acordo de que as partes seriam capazes de chegar às conversações e começar a negociar imediatamente", disse.

"Mas por causa da continuidade das operações ofensivas do regime de Assad, a oposição decidiu que era impossível sentar em Genebra e negociar sem o cessar das hostilidades", completou.

As forças do regime de Damasco cercaram os distritos rebeldes em Aleppo, uma das principais frentes do conflito que afeta o país desde 2011.

A zona de sul de Aleppo foi cenário de confrontos intensos nos últimos dias, com os rebeldes tentando quebrar o cerco e cortar a rota de acesso das forças do regime ao restante da província.

Rússia e Estados Unidos lideram os esforços internacionais para que o regime de Assad e a oposição armada se reúnam em uma mesa de negociações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos