Rajoy adverte para risco de terceiras eleições legislativas na Espanha

Madri, 2 Ago 2016 (AFP) - O chefe de Governo em fim de mandato, Mariano Rajoy, advertiu nesta terça-feira para o risco de terceiras eleições legislativas na Espanha se os socialistas insistirem em bloquear a formação de um novo gabinete liderado pelos conservadores.

As declarações de Rajoy foram feitas após uma reunião com o líder do Partido Socialista (PSOE), Pedro Sánchez, que insistiu que a formação que dirige, a segunda força política no Congresso, não dará seu apoio a Rajoy para um governo de coalizão.

"Se o senhor (Pedro) Sánchez permanecer no 'não' voltaremos a repetir as eleições", disse Rajoy em uma coletiva de imprensa.

"O urgente não é fazer um debate, insisto, o urgente é formar um governo, e que ninguém bloqueie a possibilidade de formar um governo", ressaltou Rajoy, num momento em que a Espanha transita pelo oitavo mês sob um governo em funções muito limitado em suas atribuições.

As legislativas de 20 de dezembro de 2015 produziram um Parlamento muito fragmentado entre quatro grandes forças, incapazes de formar um governo.

Em uma repetição das eleições, no dia 26 de junho, o Partido Popular (PP, conservador) de Rajoy saiu reforçado, mas com 137 deputados dos 350 da câmara baixa ficou longe da maioria necessária (176) para governar sozinho, precisando de aliados para uma investidura.

Até agora, Rajoy não conseguiu somar apoios para além da oferta do partido liberal de centro Ciudadanos de se abster em uma votação, embora seu 32 deputados sejam insuficientes, de qualquer forma.

A chave está com os socialistas, que com 85 deputados podem bloquear a formação de um governo ou permiti-la com seu apoio ou abstenção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos