UE nomeia britânico para novo cargo de comissário europeu de Segurança

Bruxelas, 2 Ago 2016 (AFP) - A Comissão Europeia anunciou nesta terça-feira a nomeação do britânico Julian King como comissário de Segurança, um novo cargo dentro do Executivo europeu para enfrentar a onda de atentados dos últimos meses.

A nomeação de King, que substituirá dentro do Executivo o compatriota Jonathan Hill, que renunciou após a vitória do 'Sim' no referendo do Brexit, precisa ser aprovada pelo Parlamento Europeu e por todos os Estados membros da União Europeia (UE).

"O presidente (da Comissão, Jean-Claude) Juncker anunciou a intenção de atribuir a pasta de Segurança da União a Sir Julian King", até agora embaixador britânico em Paris.

"É uma nova pasta que completa as existentes", afirma um comunicado da Comissão Europeia. Os demais comissários permanecem em seus cargos.

"Os contínuos ataques terroristas ressaltaram a importância e a urgência de fazer progressos rápidos para uma União da Segurança", disse Juncker.

Julian King ocupará assim um posto estratégico, apesar de o Reino Unido dispor de uma opção (chamada 'opt-out') que permite não ser obrigado a aplicar as decisões europeias.

Recentemente, a Grã-Bretanha anunciou por exemplo que desejava aplicar o sistema PNR (registro de nomes de passageiros) para detectar possíveis atentados, mas ao mesmo tempo não participa no espaço Schengen de livre circulação.

King, um especialista em questões de defesa de 51 anos, "apoiará a adoção de um programa europeu em termos de segurança adotado pela Comissão Europeia" em abril.

O programa de cinco anos tem o objetivo de lutar contra o terrorismo, o crime organizado e o crime na internet.

Juncker anunciou na segunda-feira a decisão à primeira-ministra britânica Theresa May, que elogiou a nomeação.

"A segurança é uma questão vital para o conjunto dos Estados membros. A cooperação através da UE pode contribuir para nos proteger melhor das múltiplas ameaças que enfrentamos", afirma um comunicado britânico.

A UE está sob tensão após uma série de ataques na França, Bélgica e Alemanha reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI), que deixaram dezenas de mortos.

King, que fez a maior parte de sua carreira diplomática na Europa, é embaixador da Grã-Bretanha na França desde 1 de fevereiro de 2016.

Também foi chefe de gabinete dos comissários britânicos Peter Mandelson (Comércio) e Catherine Ashton (Diplomacia) em 2008-2009.

O comissário britânico Jonathan Hill anunciou sua saída após o voto a favor do Brexit no referendo do fim de junho. As competências de sua pasta (Estabilidade Financeira, Mercados Financeiros e União de Mercados de Capitais) foram atribuídas ao comissário letão Valdis Dombrovskis e ao francês Pierre Moscovici.

Caso a confirmação seja atestada, King trabalhará "sob a direção de Frans Timmermans", o número dois do Executivo europeu.

O novo comissário britânico será auxiliado por uma força-tarefa formada por especialistas em assuntos internos, mobilidade e transportes, redes de comunicação, tecnologia e energia.

zap-cds-agr/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos