Grécia nega ter pedido Plano B se Turquia bloquear acordo migratório

Berlim, 3 Ago 2016 (AFP) - O ministro grego de Política Migratória, Yannis Mouzalas, negou nesta quarta-feira (3) que seu país tenha pedido um "Plano B" à União Europeia (UE), caso a Turquia bloqueie o polêmico acordo para reduzir o fluxo de imigrantes para a Europa.

O jornal alemão "Bild" publicou uma entrevista feita com Mouzalas, na qual o ministro teria admitido que "estamos muito preocupados, precisamos de um Plano B".

O Ministério alega que houve um erro de tradução na transcrição da entrevista.

"A Grécia se comprometeu, no âmbito de um acordo entre a UE e a Turquia, que depende tanto do apoio da UE como da obrigação da Turquia respeitá-lo", declarou o Ministério.

Em 2015, a Grécia foi a principal porta de entrada dos imigrantes que procuravam asilo na UE.

Atenas teme que um fracasso do acordo anunciado em 18 de março entre UE e Turquia provoque a volta em massa dos refugiados, sobretudo, às ilhas gregas próximas da costa turca.

O governo turco ameaça bloquear o acordo, se a UE não acabar com a exigência de vistos para os cidadãos desse país que desejarem viajar pela Europa. Até o momento, Berlim rejeita a ideia de um "Plano B".

No ano passado, centenas de milhares de imigrantes atravessaram o Mar Egeu em condições dramáticas para conseguir chegar à Grécia. O fluxo de migrantes superou em muito a capacidade de recepção das ilhas gregas, em especial Lesbos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos