Comissão Europeia acha que fechar a porta da UE à Turqia é um erro

Berlim, 4 Ago 2016 (AFP) - O presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker rejeitou nesta quinta-feira o pedido da Áustria de cessar as negociações de adesão da Turquia à União Europeia, o que, para ele, seria um grave erro.

"Se damos a impressão à Turquia de que, seja qual for a situação, a União Europeia não está pronta para aceitá-la, eu diria que se trata de um grave erro de política externa", afirmou ao canal alemão ARD em uma entrevista que será difundida no domingo, apesar de vários trechos trem sido publicados nesta quinta.

"Não creio que fosse de ajuda romper unilateralmente as negociações com a Turquia. Não vejo esta disposição em todos os estados membros, neste momento", afirmou.

Ao mesmo tempo, Juncker admitiu que a Turquia tem muito trabalho a fazer para reunir as condições de adesão à UE.

Ele especificou que se Ancara reinstaurar a pena de morte, isso implicará em ruptura imediata das negociações.

As relações entre a UE e a Turquia não passam por seu melhor momento devido à tensão causada pelos expurgos turcos após a tentativa de golpe fracassada em 15 de julho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos