EI está 'enfraquecido' em seu bastião iraquiano de Mossul

Washington, 4 Ago 2016 (AFP) - Os combatentes do grupo Estado Islâmico (EI) mostram sinais de enfraquecimento e frustração em Mossul, a segunda cidade do Iraque e capital de fato da organização jihadista que o Exército iraquiano tenta retomar, afirmou nesta quarta-feira um oficial americano.

As forças iraquianas e curdas, apoiadas por ataques aéreos e assessores da coalizão liderada pelos Estados Unidos, realizam operações há meses para cercar a cidade - conquistada pelo EI em junho de 2014 - e reconquistá-la.

"Estamos vendo seu enfraquecimento em Mossul", declarou o coronel Chris Garver, porta-voz da coalizão, acrescentando que há "indicações de que o moral está baixando".

Os comandantes em Mossul estão executando seus subordinados que "fracassam no campo de batalha", revelou o coronel Garver, avaliando que os líderes do EI não estão "satisfeitos com a situação".

Os jihadistas, preocupados com a comunicação entre os habitantes de Mossul e as forças iraquianas, já estão cortando o acesso à Internet, como ocorreu em Fallujah e Ramadi antes que as duas cidades fossem recuperadas pelas forças iraquianas, destacou o oficial.

Mas a reconquista de Mossul, esperada para os próximos meses, não será fácil, adverte o coronel Garver. "Esperamos encontrar cerca de 5 mil combatentes dentro da cidade (...) e prevemos um combate duro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos