Em meio à crise, mais venezuelanos pedem asilo nos EUA

Washington, 4 Ago 2016 (AFP) - Os pedidos de asilo de venezuelanos nos Estados Unidos quase triplicaram no último ano, com o agravamento da situação política e econômica do país, informaram nesta quinta-feira pesquisadores norte-americanos.

No último ano fiscal - outubro de 2015 a junho de 2016 -, os pedidos de asilo de venezuelanos aumentaram para 10.221, o maior número depois de China e México, indicou o instituto Pew Research.

No período anterior, 3.810 venezuelanos tinham pedido asilo nos EUA, o que representa um aumento de 168%, segundo os pesquisadores.

"A Venezuela está entre os principais países de origem de solicitantes de asilo nos Estados Unidos", afirmou a Pew em nota.

Nos últimos anos, a Venezuela tem vivido uma inédita onda de saídas de seus cidadãos, que tentam escapar da insegurança, da crise econômica e da ausência de oportunidades. O principal destino são os Estados Unidos.

No ano fiscal de 2016, a Venezuela só ficou atrás da China (11.826) e do México (10.749) em volume de pedidos de asilo, apontou o instituto Pew.

Atualmente, cerca de 225.000 venezuelanos vivem nos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos