EUA prende recrutador do grupo Estado Islâmico

Miami, 5 Ago 2016 (AFP) - Um homem de Charlotte, na Carolina do Norte, foi detido nesta quinta-feira por tentar recrutar nos Estados Unidos militantes para o grupo jihadista Estado Islâmico, revelam documentos judiciais.

Erick Jamal Hendricks, 35 anos, foi acusado de "conspiração para prover material de apoio à organização terrorista", de acordo com documentos do tribunal do distrito norte de Ohio obtidos pela AFP.

Segundo o texto, Hendricks estaria envolvido no ataque de 3 de maio durante um concurso de caricaturas de Maomé na cidade de Garland, Texas. O incidente provocou a morte dos dois agressores.

Hendricks utilizou as redes sociais para recrutar potenciais terroristas para que realizassem ataques nos Estados Unidos em nome do EI, de acordo com o FBI.

O homem "conspirou para prover material de apoio a uma organização terrorista estrangeira, o Estado Islâmico", afirma o agente especial do FBI Shawn Hare em seu depoimento.

Um indivíduo não identificado, que foi detido por acusações similares em junho de 2015, permitiu à agência federal concluir que Hendricks realizava o recrutamento através das redes sociais.

Segundo a investigação, Hendricks disse ao indivíduo que "necessitava de gente", e que tinha vários "irmãos" no Texas e no México.

O próprio Hendricks declarou a um agente disfarçado do FBI que buscava criar uma célula terrorista e que já tinha dez membros em seu grupo.

O acusado compareceu a um tribunal federal de Charlotte na manhã desta quinta-feira, segundo a imprensa local.

Hendricks corre o risco de pegar até 15 anos de prisão, informou o departamento de Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos