Israel destrói casas de dois palestinos que mataram quatro israelenses

Yatta, Territórios palestinos, 4 Ago 2016 (AFP) - As forças de segurança israelenses destruíram na madrugada desta quinta-feira as casas de dois palestinos na Cisjordânia que em junho mataram quatro israelenses em um atentado contra um restaurante de Tel Aviv.

Os soldados "arrasaram a residência de Mohamad Makhamrah e de Khaled Makhamrah na região de Yatta", no sul da Cisjordânia, um território palestino ocupado por Israel, disse o exército em um comunicado.

A casa de Makhamrah foi destruída com explosivos e a de Khaled com uma escavadeira, indicaram várias testemunhas.

Os dois primos palestinos, de cerca de 20 anos, começaram a disparar indiscriminadamente no dia 8 de junho contra os clientes de um restaurante localizado em um bairro movimentado de Tel Aviv, um ataque que deixou quatro mortos e vários feridos.

Os dois palestinos foram detidos e são acusados de assassinato. Outro palestino de Yatta também foi acusado de ter fornecido as armas aos atacantes.

Israel destrói com frequência as casas dos palestinos que cometem ataques e defende esta política como medida de dissuasão. Mas seus opositores consideram que representa um castigo coletivo e afeta sobretudo as famílias, que ficam na rua.

sy-jjm-lal/tp/pc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos