Não há indícios de radicalização no agressor de Londres

Londres, 4 Ago 2016 (AFP) - A polícia não encontrou indícios de radicalização do homem que matou uma mulher e feriu outras cinco pessoas a facadas na noite de quarta-feira no centro de Londres, informou o chefe adjunto da Scotland Yard.

"Até agora não foram encontradas provas de radicalização ou nada que sugira que o homem que temos sob custódia estivesse motivado pelo terrorismo", afirmou Rowley.

Ele ainda afirmou que a mulher de cerca de 60 anos que foi morta é uma cidadã americana.

"A mulher que morreu era americana", afirmou, em breve declaração à imprensa.

Rowley acrescentou que os cinco feridos no ataque são de nacionalidade australiana, americana, israelense e britânica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos