Imperador do Japão falará à nação na segunda-feira após rumores de abdicação

Tóquio, 5 Ago 2016 (AFP) - O imperador Akihito do Japão se dirigirá à nação na segunda-feira em uma mensagem de vídeo, anunciou nesta sexta-feira a agência da casa imperial, três semanas após a imprensa divulgar um rumor sobre sua intenção de abdicar.

"O imperador expressará seus sentimentos sobre suas funções enquanto símbolo" da nação em um discurso divulgado às 15h00 (03h00 de Brasília), declarou um porta-voz à AFP.

Segundo a Constituição em vigor desde a Segunda Guerra Mundial, o imperador tem "funções de representação do Estado" e é o "símbolo da nação e da unidade do povo".

Esta será a segunda vez que Akihito, de 82 anos, tomará a palavra publicamente nesta modalidade. A primeira foi poucos dias depois do tsunami de 2011.

Akihito, que chegou ao trono em 1989 após a morte de seu pai Hirohito, sofreu diversos problemas de saúde nos últimos anos, entre eles um câncer de próstata e uma operação de coração.

Em virtude da atual lei sobre a casa imperial, que rege o status jurídico do imperador, não está previsto um mecanismo legal de abdicação. Por isso, será necessária uma revisão do texto, o que pode significar vários anos até que sua vontade seja cumprida.

A família imperial goza de um profundo respeito entre os japoneses. As polêmicas sobre seus membros são praticamente um tabu no país.

nf-anb/kap/nos/aoc/tjc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos