Juíza responsável por importante caso de pedofilia no Reino Unido renuncia

Londres, 5 Ago 2016 (AFP) - A juíza encarregada de investigar uma série de acusações de pedofilia envolvendo responsáveis e instituições públicas no Reino Unido anunciou nesta quinta-feira sua renúncia, um novo golpe contra esta vasta investigação pública independente.

Lowell Goddard, que justificou sua decisão por uma série de erros cometidos antes que ela assumisse o caso, é a terceira magistrada que renuncia a esta investigação desde sua criação, no verão de 2014, pela primeira-ministra Theresa May, na época ministra do Interior.

A abertura das investigações ocorreu após o surgimento na imprensa de revelações, confirmadas pelos ministérios envolvidos, sobre o desaparecimento da documentação relacionada a 114 casos de acusações de abusos sexuais contra crianças cometidos entre 1979 e 1999.

Um deles, segundo a imprensa, se referia ao envolvimento de deputados e outras personalidades políticas em uma rede de pedofilia.

A investigação foi atrasada pela renúncia das duas magistradas encarregadas do caso anteriormente, acusadas de ter um conflito de interesses por suas relações com possíveis envolvidos.

Para evitar situações parecidas, a neozelandesa Lowell Goddard foi nomeada em fevereiro de 2015. No entanto, Goddard explicou na quinta-feira que havia sido impossível "lidar com as numerosas dificuldades nascidas de uma série de erros" cometidos antes de ser indicada para o cargo.

Até agora, a investigação permitiu abrir 13 casos que afetam personalidades e instituições públicas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos