Pessoas que fugiram do Estado Islâmico no Iraque foram executadas

Kirkuk, Iraque, 5 Ago 2016 (AFP) - O grupo Estado Islâmico (EI) executou várias pessoas que tentaram fugir da região de Hawija, uma cidade no norte do Iraque sob o controle dos extremistas, indicaram nesta sexta-feira autoridades locais.

Hawija é um dos últimos redutos dos extremistas no leste do Tigre, e poderia ser o próximo alvo das tropas iraquianas em guerra contra o EI.

Nos últimos dias, centenas de civis conseguiram escapar dessas áreas a oeste da cidade de Kirkuk, localidade sob controle curdo.

"Nossas tropas acolheram e ajudaram 600 pessoas ontem (quinta-feira)", indicou à AFP um general de brigada das forças curdas.

"Fomos informados que o Daesh (sigla do EI em árabe) levou centenas de famílias como reféns e executou jovens" que tentavam fugir, disse ele.

Um coronel da polícia confirmou que os combatentes do EI executaram várias pessoas que tentavam fugir da região.

O chefe de uma tribal local pediu às forças iraquianas para que acelerem suas operações para retomar o controle de Hawija e salvar os civis encurralados.

"Estamos diante de um risco de massacre, o governo deve agir rapidamente", disse à AFP o xeque Anwar al Asi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos