Trump admite que se equivocou sobre o dinheiro entregue pelos EUA ao Irã

Washington, 5 Ago 2016 (AFP) - O candidato republicano Donald Trump admitiu nesta sexta-feira que se equivocou a respeito das imagens de vídeo às quais fez referência ao afirmar que Washington pagou 400 milhões de dólares ao Irã a título de resgate.

Em um mea culpa pouco habitual do candidato, que nos últimos dias se viu envolvido em várias polêmicas, Trump disse que se equivocou a propósito das imagens que mencionou durante um comício na quarta-feira em Daytona Beach, Flórida.

O magnata falou de imagens que mostravam que "se descarregava dinheiro de um avião", o que, segundo ele, demonstrava que os 400 milhões de dólares em efetivo pagos pelos Estados Unidos eram um resgate para obter a libertação de cinco prisioneiros americanos.

O caso foi energicamente negado pelo Departamento de Estado e o presidente Barack Obama assegurou que o pagamento aconteceu em função de uma antiga disputa comercial, dentro do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano.

A libertação dos cinco americanos em uma troca inédita de prisioneiros aconteceu simultaneamente ao traslado do dinheiro, mas não houve vínculo entre os dois casos, segundo as autoridades americanas.

"O avião que vi na televisão era o avião que levava os reféns a Genebra, na Suíça, não o avião que levava os 400 milhões de dólares em efetivo ao Irã!", tuitou Trump nesta sexta-feira para justificar-se.

Esta retificação acontece ao final de uma semana sombria para Trump, que causou revolta em várias figuras de seu Partido Republicano depois de ter atacado a família de um militar muçulmano morto em combate e a mãe de um bebê que chorava durante um de seus comícios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos