Bombardeios perto de hospital matam dez civis na Síria

Beirute, 6 Ago 2016 (AFP) - Pelo menos dez civis, incluindo três crianças, morreram neste sábado (6) em ataques aéreos perto de um hospital no noroeste da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os ataques atingiram a cidade de Millis, na província de Idleb, uma zona perto da Turquia sob controle de uma aliança de rebeldes opostos ao presidente sírio, Bashar al-Assad, e dirigida pelos islamitas da Frente Fateh al-Sham (antiga Frente Al-Nosra, que renunciou a seu vínculo com a rede Al-Qaeda), completou o OSDH.

Três crianças e duas mulheres estão entre as vítimas, acrescentou o Observatório.

A Força Aérea síria (ou a de seu aliado, a Rússia) é responsável por esses bombardeios, segundo o Observatório.

O centro de imprensa de Idleb, que divulga notícias sobre essa província, disse que seis pessoas morreram em bombardeios.

Os ataques aéreos do governo sírio e de seu aliado russo contra hospitais se intensificaram nos últimos dias na Síria, relata a União de Organizações de Assistência Médica e de Socorro (UOSSM), uma ONG síria.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Síria é o país mais perigoso para os profissionais da Saúde, com 135 ataques contra instalações médicas em 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos