Pelé não acende pira olímpica por problemas de saúde

São Paulo, 6 Ago 2016 (AFP) - A lenda do futebol mundial Pelé anunciou nesta sexta-feira (5) que, devido a problemas de saúde, viu-se obrigado a rejeitar o convite para acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos do Rio-2016.

"Queridos amigos, só Deus é mais importante que minha saúde! (...) Neste momento, não estou em condições físicas de participar da abertura da Olimpíada. E, como brasileiro, peço a Deus que abençoe a todos", declarou o "Rei do futebol", em nota divulgada horas antes do início dos primeiros Jogos na América do Sul.

Ainda segundo o comunicado, "na minha vida, passei por fraturas, operações, dores, hospitalizações, vitórias, derrotas, sempre no respeito daqueles que me admiram. A responsabilidade de tomar decisões volta para mim e eu sempre procurei não decepcionar nem minha família, nem o povo brasileiro".

"Peço a Deus que abençoe a todos que participarem desse evento e que seja um grande sucesso e termine em paz! #Olympics #OpeningCeremony", tuitou durante a cerimônia.

"Estarei aí com vocês hoje, em energia e pensamento, no Estádio do Maracanã. Que Deus abençoe a todos. #olympics #openingceremony", completou.

Com 75 anos e sucessivas cirurgias de quadril, o craque eterno se movimenta com dificuldade.

Pelé nunca participou dos Jogos Olímpicos, mas, em meados de junho, o Comitê Olímpico Internacional (COI) entregou a ele, em seu museu no porto de Santos, a Ordem Olímpica, por sua dedicação ao esporte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos