Mafioso de Boston é acusado de assassinar testemunha

Nova York, 10 Ago 2016 (AFP) - O aposentado chefe da máfia de Boston, Frank "Cadillac" Salemme, de 82 anos, foi preso e acusado nesta quarta-feira de assassinar uma testemunha há mais de 20 anos, informou a Justiça dos EUA.

Salemme foi preso em Connecticut e intimado a comparecer a um tribunal federal de Boston no fim do dia desta quarta-feira.

Os promotores disseram que ele era o chefe do "La Cosa Nostra" na Nova Inglaterra no início na década de 1990 até que foi acusado de extorsão em 1995 e condenado em 1999.

Ele foi novamente condenado em 2008 por mentir às autoridades federais sobre o assassinato do dono de uma boate de Boston, em 1993.

O The Boston Globe disse que Salemme entrou em um programa de proteção à testemunha enquanto cooperava com a promotoria no caso de James "Whitey" Bulger, o notório líder do submundo de Boston, condenado à prisão perpétua em 2013.

A prisão de Salemme ocorreu semanas depois que um agente do FBI pesquisar sobre mais de 40 mafiosos da Costa Leste, e revelar uma máfia italiana supostamente viva e que estaria na América.

Os réus são acusados de orquestrar uma vasta empresa criminal que trabalhou de Massachusetts à Flórida, cometendo os seguintes crimes: extorsões, incêndios, fraude, jogos de azar, tráfico de armas de fogo e assaltos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos