Autor de ataque a clínica de aborto no Colorado se declara incapaz

Los Angeles, 11 Ago 2016 (AFP) - O homem que atacou a ONG Planned Parenthood, um centro de planejamento familiar que pratica o aborto, em novembro passado no Colorado, foi declarado "incapaz" para ser levado a julgamento - informou um porta-voz da Procuradoria nesta quinta-feira (11).

O juiz Gilbert Martínez ratificou sua decisão - tomada em maio - em uma audiência, da qual o réu Robert Dear não participou. Ele é acusado de matar três pessoas e ferir outras nove.

Dear permanecerá internado em um instituto psiquiátrico até que as autoridades considerem que é apto para se sentar no banco dos réus.

Segundo estudos médicos, sofre delírios.

Em 27 de novembro de 2015, Robert Dear atacou um centro de planejamento familiar na cidade de Colorado Springs, oeste dos Estados Unidos. Um dos mortos era um policial.

Dear admitiu que é culpado em uma audiência no final do ano passado, quando se declarou "um guerreiro dos bebês".

Durante os interrogatórios que se seguiram ao tiroteio, ele alegou ter atacado a clínica, porque os centros de planejamento "vendem pedaços de bebês".

Ele enfrenta 179 acusações. A pena mínima é a prisão perpétua, e a máxima, a pena de morte.

A próxima audiência está marcada para 17 de novembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos