Donald Trump tirará 'longas férias' se perder eleição presidencial

Washington, 11 Ago 2016 (AFP) - Donald Trump, em forte queda nas pesquisas de intenção de voto para as presidenciais nos Estados Unidos, tentou minimizar nesta quinta-feira o custo pessoal de uma eventual derrota diante de Hillary Clinton em novembro e afirmou que não precisa ser eleito presidente.

"Tudo o que eu faço é falar a verdade, e se em 90 dias eu fracassar porque de alguma maneira sou politicamente correto, quando se supõe que eu seja o candidato inteligente e inclusive tenha as melhores propostas, não há problema", disse durante uma entrevista telefônica à rede CNBC. "Olhe, volto à boa vida. Não é o que eu quero, acredito que venceremos, mas veremos".

"No fim, ou isso funciona ou tirarei longas férias", disse o multimilionário empresário, que entre outras propriedades tem um clube privado em West Palm Beach, Flórida, onde gosta de passar algum tempo.

O candidato republicano, de 70 anos, preparou na semana passada o terreno para uma eventual derrota ao declarar que existia o risco de que lhe roubassem a vitória.

"Acreditem, é preciso ficar atento no dia 8 de novembro, porque estas eleições serão manipuladas", disse, uma acusação que lhe valeu uma resposta mordaz do presidente Barack Obama.

Donald Trump declara com frequência em comícios eleitorais que sua candidatura não tem nada de folclórica.

"Se soubesse que vou ser derrotado, não perderia meu tempo nisso", disse no dia 27 de julho na Pensilvânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos