Eleições legislativas na Islândia são antecipadas para outubro

Reykjavik, 11 Ago 2016 (AFP) - O governo islandês anunciou, nesta quinta-feira (11), eleições legislativas antecipadas para 29 de outubro, devido ao escândalo dos paraísos fiscais provocado pelo vazamento dos "Panama Papers".

Ao revelar que centenas de islandeses - entre eles o primeiro-ministro - tinham negócios nesses paraísos fiscais, o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês) abalou o sistema político da ilha.

Em manifestações históricas em Reykjavik, os islandeses reivindicaram novas eleições para substituir o Executivo de centro-direita no poder. O primeiro-ministro entregou o cargo, mas o governo se manteve.

Nesta quinta-feira (11), o primeiro-ministro, Sigurdur Ingi Johannsson, convidou as lideranças dos partidos representados no Parlamento a apresentar a data escolhida para o novo pleito. A eleição será realizada seis meses antes do fim da legislatura atual.

A expectativa era que o ganhador em 2013, o Partido do Progresso (centro-direita) de Johannsson, fosse punido nas urnas, mas as pesquisas de opinião mostram que o eleitorado de direita permanece fiel a seu parceiro conservador na coalizão do governo, o Partido da Independência.

str-hh/lpt/tt/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos