Branda condenação de estuprador nos EUA reacende polêmica

Los Angeles, 12 Ago 2016 (AFP) - A branda condenação de um homem que estuprou uma mulher em um campus universitário nos Estados Unidos reacendeu a polêmica, mesmo que a vítima tenha declarado nesta sexta-feira sentir-se bem por ter denunciado o crime.

Austin James Wilkerson, um ex-estudante da Universidade do Colorado, de 22 anos, foi sentenciado na quarta-feira a dormir dois anos na prisão - poderá sair para estudar ou trabalhar - e a 20 anos em liberdade condicional.

O homem abusou de uma colega que bebeu demais durante uma festa de São Patrício.

A mulher, cujo nome não foi revelado, disse durante o julgamento que tentou se matar e que sofre constantes ataques de pânico e pesadelos desde o estupro.

Mas levar o caso aos tribunais foi uma boa decisão, apesar de seu agressor não receber uma condenação mais dura, assinalou.

A sentença motivou diversas reações, como a de Chandler McCorkle, ex-aluna da Universidade do Colorado e vítima de um estupro quando adolescente.

"Sua sentença manda a mensagem a cada pessoa deste país de que as agressões sexuais não são um crime grave e condenável", escreveu em uma dura carta publicada no jornal digital Huffington Post, dirigida ao juiz do distrito, Patrick Butler.

"Sua sentença mostra que os jovens brancos, que manifestam algum remorso por seu crime e se comportam bem durante o julgamento, podem estuprar e ficar impunes, sem o medo de uma verdadeira repercussão", assegurou.

O juiz Butler disse ao jornal local Daily Camera que teve muito a considerar na hora de decidir a sentença.

"Devo enviá-lo para a prisão? Wilkerson merece ser punido, mas acredito que todos precisamos descobrir se ele realmente pode se recuperar", explicou o juiz.

O governo americano, através do vice-presidente Joe Biden, manifestou seu apoio à vítima.

De acordo com um estudo da Universidade de Brown, uma em cada 10 alunas é agredida sexualmente em seu primeiro ano universitário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos