Pânico no aeroporto JFK de Nova York após falso alerta de tiros

Nova York, 15 Ago 2016 (AFP) - Relatos infundados de tiros no principal aeroporto de Nova York provocaram cenas de pânico, evacuações em massa e grandes atrasos na noite de domingo, constatou um jornalista da AFP.

Centenas de passageiros ficaram presos por mais de duas horas no terminal 1 do aeroporto internacional John F. Kennedy, contou um jornalista que estava entre eles, quando a polícia da Autoridade Portuária evacuou ao menos dois terminais por precaução.

Não houve confirmação imediata de feridos ou detidos.

A multidão entrou em pânico quando policiais ordenaram aos passageiros que se jogassem no chão, antes de levá-los à pista e evacuá-los através de um corredor.

O porta-voz Joe Pentangelo disse que a polícia da Autoridade Portuária havia recebido uma chamada relatando sobre disparos, mas que finalmente a informação era infundada.

A Administração Federal de Aviação ordenou que os aviões permanecessem em terra até as 12h30 locais (01h30 de Brasília desta segunda-feira) por razões de segurança.

Perto deste horário, o chefe da Divisão de Operações Especiais do Departamento de Polícia de Nova York, Harry Wedin, disse que todos os terminais foram "revistados e limpos".

"Todos os terminais afetados retomarão suas operações em breve. Não ocorreram disparos", acrescentou no Twitter.

A Autoridade Portuária também disse que uma investigação preliminar determinou que não ocorreram disparos ou feridos.

"O terminal foi evacuado por um excesso de precaução (...) As investigações continuam".

bd-oh/ds/ll/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos