Presidente de Zâmbia Edgar Lungu reeleito no primeiro turno

Lusaka, 15 Ago 2016 (AFP) - O presidente Edgar Lungu foi reeleito no primeiro turno das presidência em Zâmbia, segundo resultados anunciados nesta segunda-feira pela Comissão Eleitoral do país africano.

Lungu superou seu principal adversário, Hakainde Hichilema, que já denunciou que houve fraude no processo eleitoral.

"Declaro Edgar Lungu eleito presidente da Zâmbia", afirmou Esau Chulu, presidente da Comissão Eleitoral, depois de ler os resultados finais que deram Lungu como vencedor com uma vantagem de 100.000 votos sobre Hichilema.

O candidato derrotado já declarou que vai pedir a impugnação da votação ante a justiça.

"Temos provas da manipulação de cifras", indicou à imprensa Jack Mwiimbu, membro do partido de Hichilema.

Lungu, de 59 anos, foi eleito em janeiro de 2015 para terminar o mandato de seu antecessor, Michael Sata, falecido em outubro de 2014.

Na ocasião, venceu por uma maioria mínima o mesmo Hichilema, que chamou a eleição de "simulação".

É a quinta vez que Hichilema, 54 anos, tentou disputar a presidência.

Na semana passada, os seguidores do partido de Lungu, a Frente Patriótica (PF), atacaram membros do Partido da Unidade para o Desenvolvimento Nacional (UPND), de Hichilema, entre outros confrontos, o que fez a comissão eleitoral afirmar que esses atos de violência "mancham o balanço histórico das eleições pacíficas na Zâmbia".

Durante a campanha, Lungu mostrou sua faceta mais radical, ao ameaçar os adversários em várias ocasiões.

Zâmbia, antiga Rodésia do Norte, se tornou independente da Grã-Bretanha em 1964. Desde então e até 1991 foi dirigida por Kenneth Kaunda, sob um regime de partido único.

os-pid/jhd/age.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos