Sul-africana culpada de roubar bebê é condenada a 10 anos de prisão

Cidade do Cabo, 15 Ago 2016 (AFP) - Uma sul-africana condenada por ter roubado um bebê em 1997 foi condenada nesta segunda-feira a 10 anos de prisão por um tribunal da Cidade do Cabo.

O juiz John Hlophe destacou a gravidade do crime cometido pela mulher, que roubou um bebê de três dias na maternidade Groote Schuur, informou a rede News24.

A mulher foi detida em março de 2015 por suspeitas de que havia sequestrado uma recém-nascida, que criou como filha. A menina foi batizada de Zephany.

Os colegas de escola de Zephany a consideraram muito parecida com Cassidy Nurse, uma nova aluna da instituição, mais nova que ela.

Celeste e Morne Nurse, os pais de Cassidy, que nunca haviam abandonado as esperanças de recuperar Zephany e que todos os anos celebravam seu aniversário, alertaram a polícia.

Os testes de DNA revelaram que as duas meninas eram irmãs, e que Zephany era o bebê sequestrado em 1997. Sem saber, as duas famílias viviam a poucos quilômetros de distância.

O juiz estimou que o crime foi premeditado e que é uma ação muito grave que merece pena de prisão.

str-pid/an/tjc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos