Civilização antiga mexicana criava e comia coelhos (estudo)

Miami, 17 Ago 2016 (AFP) - Os nativos da antiga cidade de Teotihuacán, que hoje em dia é um Patrimônio da Humanidade na moderna Cidade do México, provavelmente criavam coelhos para se alimentar e usavam seus ossos como ferramentas, revelaram pesquisadores na quarta-feira.

O estudo publicado na revista científica PLOS ONE mostra um dos primeiros exemplos conhecidos de criação de mamíferos pequenos por parte dessa cultura, que viveu entre os séculos I e VII a.C.

"Como não havia mamíferos grandes como cabras, vacas ou cavalos no México pré-hispânico, muitos supunham que os nativos americanos não tinham o tipo de relações com os animais como as que cultivaram as sociedades do Velho Mundo", disse o principal autor do estudo, Andrew Somerville, da Universidade da Califórnia, em San Diego.

"Nossos resultados sugerem que os habitantes da antiga cidade de Teotihuacán estabeleciam relações com uma fauna pequena e variada, de coelhos a lebres, e que estas podem ter sido tão importantes como as relações com animais maiores".

Várias escavações arqueológicas foram realizadas no local. Com uma área de cerca de 20 km quadrados e uma população de cerca de 100.000 habitantes, Teotihuacán foi o maior centro urbano da sua época, afirmou o estudo.

As análises mostram que os coelhos silvestres eram os mamíferos mais comuns na zona e correspondem a 48% de todos os restos de fauna identificados perto de um complexo residencial chamado Oztoyahualco.

Os pesquisadores também encontraram facas de obsidiana, vários ossos de patas de coelho e muros baixos de pedra que podem ter sido usados como currais.

Também há uma "escultura de pedra única que representa um coelho" em um pátio público próximo.

O estudo sugere que os nativos caçavam os coelhos nos campos de abóbora, milho e feijão. Foram observadas práticas similares em outras culturas pré-hispânicas da época.

As análises de isótopos de carbono estáveis e oxigênio de 134 restos de coelhos da antiga cidade, comparados com 13 exemplares modernos do centro do México, mostraram que os que viviam no complexo residencial se alimentavam de cultivos humanos como o milho, o que sugere que a população de Oztoyahualco os alimentava e criava.

Isto significa que provavelmente as pessoas alimentavam os coelhos com seus excedentes de milho e de outros cultivos e os criavam para se alimentarem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos