UE pede 'fim imediato' dos combates em Aleppo

Bruxelas, 18 Ago 2016 (AFP) - Os 28 países membros da UE exigiram nesta quinta-feira um "fim imediato" dos combates em Aleppo, no norte da Síria, a fim de não atrapalhar as operações humanitárias, segundo um comunicado da chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini.

Trata-se de "permitir a transferência de feridos, o fornecimento de ajuda humanitária a reparação de infraestruturais essenciais (de fornecimento) de água e eletricidade", ressalta no comunicado Mogherini, que diz se expressar em nome da "União Europeia e de seus Estados membros".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos