Colômbia pede que ONU acelere supervisão de cessar-fogo com as FARC

Nações Unidas, Estados Unidos, 20 Ago 2016 (AFP) - A Colômbia fez pressão nesta sexta-feira para que as Nações Unidas acelerem a implementação da missão de supervisão do cessar-fogo entre as Forças Armadas e a guerrilha das FARC, antes de que o país vote o acordo de paz que está sendo negociado para acabar com mais de meio século de conflito armado.

"Precisamos que a missão se inicie o mais rápido possível", disse a jornalistas o alto comissário para a paz da Colômbia, Sergio Jaramillo.

Após anunciarem um cessar-fogo e desarme definitivo em 23 de junho, o governo de Juan Manuel Santos e as FARC, a maior guerrilha da Colômbia, deixaram livre o caminho para um acordo de paz final, que ainda deverá ser aprovado pela população em um referendo.

Jaramillo disse que a missão de supervisão do cessar-fogo deverá estar no terreno quando for realizado o referendo, "garantindo aos colombianos que eles podem votar livremente".

O primeiro grupo de observadores, que eventualmente chegará a 450 membros, já se encontra na Colômbia para verificar o desarme e monitorar o cessar-fogo.

"Pelo que eu entendo, no mais tardar em três ou quatro semanas deveriam estar aqui com toda a sua força" de trabalho, disse Jaramillo, admitindo que o recrutamento dos observadores "demorou um pouco para começar".

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, entregou na sexta-feira um relatório sobre os detalhes técnicos da missão na Colômbia para o Conselho de Segurança, que deve ser discutido em 26 de agosto.

Ban confirmou que a missão contará com 450 observadores e operará em 40 locais espalhados pelo país sul-americano.

O cessar-fogo será supervisionado por um órgão tripartido, formado pelo governo, as FARC e a ONU.

O governo de Santos e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC, comunistas) estão na fase final das negociações de paz, após quase quatro anos de negociações.

O conflito armado já deixou ao menos 260.000 mortos, 45.000 desaparecidos e 6,8 milhões de refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos