Polícia israelense prende palestino já condenado por terrorismo

Jerusalém, 19 Ago 2016 (AFP) - A Polícia israelense anunciou, nesta sexta-feira (19), a detenção de um palestino que já havia cumprido pena de 14 anos de prisão por "terrorismo".

Segundo um comunicado divulgado pela Polícia, o homem foi detido na quinta-feira no bairro de Jabal Moukaber, em Jerusalém Oriental, a parte palestina de Jerusalém ocupada e anexada por Israel.

"Unidades da Polícia prenderam um terrorista de Jabal Moukaber, que passou 14 anos na prisão por terrorismo", tuitou o porta-voz da Polícia, Micky Rosenfeld.

"Ele voltou a ser preso por seu apoio ao terrorismo", acrescentou.

Rosenfeld não divulgou o nome do palestino, mas um jornal israelense identificou o detido como Soufiane Abdou, cúmplice em uma tentativa de envenenamento em 2002 de clientes do café-restaurante Rimon, em Jerusalém Ocidental. O ato seria cometido em nome do movimento islamita palestino Hamas.

De acordo com o "Jerusalem Post", Abdou foi detido apenas três dias depois de ter saído da prisão. Ele é suspeito de "apoiar (...) uma organização terrorista", completou a Polícia, sem dar detalhes.

A rádio pública israelense relatou que ele foi preso depois de uma festa de comemoração de seu retorno, em sua casa, na qual "bandeiras do Hamas foram agitadas, e chamados à violência contra Israel, lançados".

Abdou foi voltou a ser enviado à Justiça nesta sexta e continuará detido para ser interrogado pela Polícia de Jerusalém, acrescenta o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos