Premiê turco diz que EUA são 'parceiro estratégico, não inimigo'

Istambul, 20 Ago 2016 (AFP) - Os Estados Unidos são "nosso parceiro estratégico, não nosso inimigo", declarou neste sábado o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, que apelou pelo fim das tensões num momento em que as relações entre os dois países enfrentam dificuldades pelo pedido de extradição de clérigo Fethullah Gülen.

"Pode haver altos e baixos entre os dois países", disse Yildirim numa coletiva de imprensa, mas "temos que eliminar o que deteriora as nossas relações", acrescentou, em referência ao pregador muçulmano exilado nos Estados Unidos e que a Turquia acusa de ser o mentor da fracassada tentativa de golpe de Estado em 15 de julho.

Ancara exige a extradição do "terrorista" a Washington, que não demonstrou nenhuma vontade especial de agir nesse sentido. O ex-imã de 75 anos, em exílio voluntário nos Estados Unidos desde 1999, nega veementemente qualquer envolvimento no golpe fracassado.

Mas a questão de sua extradição deve estar no centro de discussões na próxima semana em Ancara com o vice-presidente americano Joe Biden - a mais importante autoridade ocidental a visitar a Turquia desde o golpe liderado por uma facção do exército.

Yildirim confirmou a chegada na Turquia de uma delegação técnica para negociações legais na segunda-feira, poucos dias antes da visita de Biden, cuja data exata ainda não foi anunciada.

"Espero que este processo seja concluído de forma favorável para ambos os países e que as perguntas sobre a América na opinião pública turca sejam levantadas", disse o chefe de governo.

fo-pt/rap/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos