Grupo nigeriano Vingadores do Delta do Níger anuncia que depõe armas

Warri, Nigéria, 21 Ago 2016 (AFP) - O movimento rebelde nigeriano Vingadores do Delta do Níger anunciou neste domingo em seu site que está depondo as armas e vai negociar com o governo da Nigéria, ponde fim a oito meses de sabotagens no sul petroleiro do país, que afetaram muito a economia.

Os Vingadores do Delta do Níger (NDA) afirmaram no comunicado querer discutir com o governo, representantes dos países das multinacionais petroleiras e membros neutros da comunidade internacional e se comprometem a "observar um cessar de hostilidades no delta do rio Níger contra os interesses das multinacionais petroleiras".

Em compensação, "o partido no poder deve cessar as intimidações, invasões e agressões contra cidadãos inocentes".

No ano passado, ao assumir o poder, o presidente Muhamadu Buhari declarou que queria por fim ao programa de anistia que beneficia aos ex-membros dos grupos armados do Delta, herença das negociações com o presidente anterior Goodluck Jonathan.

Desde 2009, o Estado entrega dinheiro e contratos de formação aos combatentes que depuseram as armas.

O grupo NDA surgiu no início de 2016 e desde então reivindicou a maioria dos atentados contra a companhia petroleira nacional NNPC e as estrangeiras Shell, Chevron e Eni.

O NDA tem reivindicações separatistas apoiadas pelos movimentos favoráveis à autonomia de Biafra, a região do delta do Níger, de onde se extrai quase todo o petróleo nigeriano, cenário de uma violenta guerra civil entre 1967 e 1970.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos