EI deve desaparecer da fronteira síria, diz ministro turco

Ancara, 22 Ago 2016 (AFP) - O grupo extremista Estado Islâmico (EI) deve desaparecer completamente da fronteira da Síria com a Turquia, declarou nesta segunda-feira o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlüt Cavusoglu, ao se referir ao atentado de sábado em Gaziantep que deixou 54 mortos.

"Nossa fronteira deve ser completamente limpa do Daesh (acrônimo árabe do EI)", disse Cavusoglu à imprensa.

"Temos o direito natural de combater esta organização terrorista em nosso território e no exterior", acrescentou o ministro turco, ressaltando: "A Turquia sempre foi o primeiro objetivo do Daesh".

A Turquia apoia "qualquer operação" contra o Estado Islâmico na Síria, explicou o ministro ao responder a uma pergunta sobre a ofensiva da oposição moderada síria para libertar a cidade de Djarablucs, nas mãos do EI.

"Vamos lutar até o fim contra o Daesh e apoiar também o combate desenvolvido pelos outros países contra esta organização terrorista", afirmou.

A Turquia não tolera o EI em seu território e por esta razão seu presidente Recep Tayyip Erdogan é "seu objetivo número um", afirmou Cavusoglu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos