Taiwan investiga banco vinculado aos 'Panama Papers'

Taipé, 22 Ago 2016 (AFP) - Taiwan está investigando um banco vinculado ao chamado escândalo dos "Panama Papers" após uma multa de 180 milhões de dólares das autoridades americanas por "flagrante omissão" no respeito às leis anti-lavagem de dinheiro.

Os reguladores americanos indicaram que o banco Taiwan's Mega International Commercial Bank ignorou as transações realizadas através do Panamá, considerado uma "jurisdição de alto risco para a lavagem de dinheiro".

O Departamento de Serviços Financeiros (DFS) dos Estados Unidos diz ter identificado "transações suspeitas" entre o Mega International de Nova York e suas filiais no Panamá.

O Panamá foi acusado em muitas ocasiões de ser um paraíso fiscal, em especial após a publicação dos chamados "Panama Papers", que revelaram como um escritório panamenho de advocacia criou sociedades offshore para personalidades de todo o mundo supostamente para sonegar impostos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos