Trump adia discurso sobre imigração

Washington, 23 Ago 2016 (AFP) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, adiou um esperado discurso sobre imigração, previsto para esta quinta-feira (25), alegando que continuará avaliando o "complexo assunto" - disse sua chefe de campanha nesta terça (23), ao rejeitar insinuações de mudança de postura do magnata.

"Embora eu ache que seja uma grande ideia ter esse tipo de discurso e, certamente, armar um plano completo, a imigração é um assunto complexo, e Trump esteve fazendo consultas a uma grande variedade de pessoas", disse à Fox News Kellyanne Conway, que assumiu há uma semana as rédeas da campanha do magnata à Casa Branca.

"Obviamente, tem sentimentos muito fortes e propostas de políticas em relação à imigração, mas está falando com pessoas para entender como aplicar essas ideias", acrescentou Conway.

Trump havia planejado expor suas ideias sobre imigração no Colorado nesta quinta-feira, mas Conway disse que isso era parte do calendário de eventos "herdado" dos assessores anteriores, antes que ela e Stephen Bannon, presidente executivo do site de notícias ultraconservador Breitbart News, assumisse a direção da campanha.

Trump polemizou, ao prometer deportar 11 milhões de imigrantes em situação ilegal no país, se for eleito em novembro. No fim de semana, porém, surgiram comentários de que estaria considerando suavizar sua postura.

No sábado, o magnata se reuniu com eleitores hispânicos em sua sede da Trump Tower. Nessa ocasião, vários participantes contaram à emissora em espanhol Univisión que seu plano incluirá um caminho para legalizar milhões de imigrantes em situação clandestina.

Conway destacou, porém, que o conteúdo da reunião, na qual ela esteve presente, foi "um pouco distorcido".

Trump "diz exatamente o mesmo o tempo todo: 'vamos fazer cumprir a lei'", insistiu a assessora, ressaltando que "queremos ser justos com todos".

"Não apenas justos com os 11 milhões, que é como a esquerda os descreve, mas justos com os trabalhadores americanos, com nossas comunidades, com nossas forças da ordem e com nossos funcionários", justificou Conway.

Trump, que também prometeu construir um muro gigante na fronteira com o México, pareceu descartar a necessidade de uma nova legislação migratória.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos