Autoridades muçulmanas pedem reunião de emergência com governo francês por crise do burkini

Paris, 24 Ago 2016 (AFP) - A instância representativa dos muçulmanos da França pediu nesta quarta-feira uma "reunião de emergência" com o governo, num momento de crescente polêmica sobre a proibição por várias cidades do uso do burkini.

O Conselho Francês do Culto Muçulmano (CFCM) "se preocupa com a reviravolta no debate público" sobre o uso do burkini (contração das palavras burca e bikini), indica seu presidente, Anouar Kbibech, em um comunicado.

"Frente ao aumento da estigmatização das mulheres muçulmanas da França", a organização solicita "uma audiência de emergência" com o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

O ministro aceitou receber os representantes muçulmanos na tarde desta quarta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos