Marinha iraniana interceptou de forma 'perigosa' destróier dos EUA

Washington, 24 Ago 2016 (AFP) - Quatro navios de guerra iranianos se aproximaram a grande velocidade do destróier americano USS Nitze com as armas expostas no Estreito de Ormuz em uma abordagem "perigosa e antiprofissional", denunciou um oficial da Defesa americana nesta quarta-feira.

O destróier americano disparou sinalizadores de advertência, fez soar suas sirenes e tentou, sem sucesso, se comunicar com as embarcações iranianas durante o incidente, que aconteceu na terça-feira, informou a fonte à AFP, falando sob a condição de ter sua identidade protegida.

O incidente ocorreu em águas internacionais do estreito, um importante ponto estratégico, com o Irã ao norte e os Emirados Árabes Unidos ao sul.

Segundo o jornal militar Stars and Stripes, o "USS Nitze" teve que mudar o curso para evitar uma possível colisão, apesar de estar perto de plataformas petroleiras no mar.

Os navios iranianos se aproximaram até 274 metros do destróier americano antes de se afastar do local, acrescentou o Stripes.

Em janeiro, a Marinha iraniana capturou rapidamente efetivos de dois navios-patrulha dos Estados Unidos que, após uma série de tropeços, perdeu-se em águas iranianas. Os dez marinheiros americanos foram libertados em 24 horas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos