Terremoto em Mianmar deixa 3 mortos e danifica templos históricos de Bagan

Em Yangon

  • Khaing Zaw/Xinhua

    Pagoda danificada em Bagan

    Pagoda danificada em Bagan

Um potente terremoto de magnitude 6,8 que atingiu nesta quarta-feira o centro de Mianmar deixou ao menos três mortos e danificou vários dos famosos pagodes (templos) de Bagan, região turística do país, anunciaram as autoridades locais.

Uma menina de 7 anos e uma adolescente de 15 morreram na região de Magway, onde o violento tremor foi registrado, anunciou o ministério da Informação birmanês.

E um homem de 22 anos morreu no desabamento de uma casa na pequena localidade de Pakikky, na mesma região, declarou à AFP Han Zan Win, deputado do parlamento regional, que estava na zona mais afetada pelo terremoto.

Uma turista espanhola ficou levemente ferida ao sofrer uma queda enquanto visitava Bagan, disse a polícia birmanesa.

Reuters
Homens observam escombros nas pagodas de Bagan

"Sessenta pagodes ficaram danificados, alguns seriamente, em Bagan", o sítio arqueológico mais famoso do país, indicou seu responsável, Aung Kyaw.
O terremoto, de uma magnitude de 6,8, segundo o Instituto Americano de Geologia (USGS), ocorreu às 10h35 GMT (07h35 de Brasília), ou seja, no fim do dia em Mianmar, quando muitos turistas se dirigem ao local para observar o pôr-do-sol sobre os pagodes.

Seu epicentro foi localizado em Chauk, uma pequena cidade da região de Magway, no centro do país, localizada a 30 quilômetros de Bagan.

Já o hipocentro foi detectado a 84 quilômetros de profundidade.

O tremor balançou os edifícios de Yangun, a capital econômica birmanesa, e foi sentido inclusive na capital tailandesa, Bangcoc, e também em Calcutá (Índia) e Bangladesh.

"Todos saímos às ruas, abandonamos nossas casas e lojas", disse na rede Facebook um bengalês residente na cidade de Chittagong, fronteiriça com Mianmar.

Em uma zona industrial dos subúrbios de Daca, vinte trabalhadores ficaram feridos enquanto tentavam fugir do edifício em obras no qual trabalham, indicou a televisão local.

Região "vulnerável"

O USGS estimou que o impacto do terremoto deve estar "relativamente localizado" em Mianmar, mas advertiu sobre a "grande vulnerabilidade" de muitos edifícios na região.

David Greco/@daveinosaka via AP


Bagan, com seus milhares de pagodes budistas construídos entre os séculos X e XIV de nossa era, é particularmente vulnerável.

Mianmar quer que Bagan seja incluído no Patrimônio Mundial da Unesco, apesar de alguns controversos trabalhos de renovação que desnaturalizaram certas partes do local.

Para além dos pagodes históricos, os edifícios modernos em Mianmar não são construídos de acordo com as normas anti-sísmicas. O país sofreu décadas de ditadura militar que o arruinaram, em particular em relação as suas infraestruturas.

Desde 2011 e a autodissolução da junta, Mianmar está em plena reconstrução. Há alguns meses o governo está dirigido pela prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, cujo partido venceu claramente as eleições legislativas do fim de 2015.

Em abril, um terremoto de magnitude 6,9 atingiu o norte de Mianmar, sem deixar vítimas.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos