República Tcheca não receberá nenhum migrante que esteja na Turquia em 2016

Praga, 28 Ago 2016 (AFP) - A República Tcheca não receberá antes do fim de 2016 nenhum migrante que esteja atualmente na Turquia, pela situação que vive este país após o fracassado golpe de Estado, declarou neste domingo o ministro tcheco do Interior, Milan Chovanec.

"Não receberemos ninguém daqui até o final do ano", declarou o ministro em uma mesa redonda, divulgada pela televisão pública CT.

"Não sabemos o que aconteceu exatamente na Turquia, tratou-se de um golpe de Estado ou de um contra-golpe de Estado", declarou.

Em virtude do acordo entre a União Europeia (UE) e a Turquia, a República Tcheca deveria receber a partir de outubro 80 sírios que se encontram atualmente nos acampamentos de refugiados na Turquia.

"Temo que a Turquia não intervenha a favor do povo sírio, mas que trate de resolver o conflito com os curdos", afirmou o ministro.

O funcionário advertiu, contudo, sobre a possibilidade de uma "desestabilização da Turquia".

Tensas nos últimos meses, as relações da Europa com a Turquia estão afetadas pelo golpe frustrado de 15 de julho, que provocou ondas de expurgos cuja magnitude incomodou os europeus.

O presidente turco ameaçou revisar o acordo entre a UE e a Turquia caso não esteja garantido que os turcos não precisarão de visto para entrar na UE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos