Mais de 14 mil migrantes são resgatados ante a costa líbia em 15 dias

Roma, 1 Set 2016 (AFP) - A guarda costeira italiana anunciou que 1.725 migrantes foram resgatados nesta quinta-feira em frente à costa líbia, elevando a mais de 14 mil o número de pessoas salvas no Mediterrâneo central desde domingo.

Os migrantes, que viajavam em 14 lanchas metálicas e dois barcos pequenos, foram recolhidos por navios da Marinha italiana, da operação europeia anti-tráfico Sophia, e de várias ONGs, assim como por navios mercantes.

A atividade permanece intensa na região, depois que na segunda-feira se alcançou o recorde de 6.500 pessoas resgatadas em um único dia.

Segundo informações da guarda costeira, três pessoas perderam a vida na quarta-feira, embora uma cifra tão baixa represente uma proeza para os serviços de resgate, dadas as péssimas condições em que viajam os migrantes em embarcações precárias e superlotadas.

De fato, no fim de maio, quando mais de 13.000 pessoas foram socorridas em uma semana, vários naufrágios deixaram centenas de mortos.

Quase a totalidade de migrantes vindos nesta última onda é de origem subsaariana.

Em um encontro bilateral na quarta-feira, a chanceler alemã Angela Merkel e o líder de governo italiano, Matteo Renzi, fizeram alusão à necessidade de encontrar uma solução em nível europeu para repatriar quem não têm direito a uma proteção internacional sem por isso deixar de acolher os refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos