Refugiado morre ao queimar sua esposa na Alemanha

Berlim, 1 Set 2016 (AFP) - Um homem de 45 anos que vivia em um abrigo de refugiados no oeste da Alemanha morreu nesta quinta-feira quando tentou queimar viva sua esposa, que ficou gravemente ferida, informou a polícia.

Este solicitante de asilo cuja nacionalidade não foi informada, e que era conhecido pela polícia, agrediu sua esposa porque ela queria abandoná-lo, segundo um comunicado da polícia.

O homem quis queimá-la viva, o que provocou um incêndio no centro de acolhida de Rüdesheim, onde viviam 14 pessoas. A mulher sofreu graves queimaduras e foi hospitalizada. O homem morreu, e outros dois moradores ficaram feridos.

A Alemanha acolheu 1,1 milhão de solicitantes de asilo no ano passado e espera 300.000 este ano. O fluxo de refugiados foi acompanhado por uma forte alta dos incêndios nos centros de acolhida, atribuídos em sua grande maioria à extrema-direita. Frequentemente também ocorrem incidentes entre os refugiados de diferentes etnias e religiões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos