Ministro malinês da Defesa cai após invasão extremista

Bamako, 3 Set 2016 (AFP) - O ministro malinês da Defesa, Tieman Hubert Coulibaly, foi destituído neste sábado (3), depois que extremistas assumiram na véspera o controle de uma localidade do centro do país - informaram fontes do governo à AFP.

"O decreto de nomeação dos membros do governo foi derrogado, no que diz respeito a Tieman Hubert Coulibaly", declara o comunicado oficial.

"Trata-se de uma demissão, após as mais recentes ondas de insegurança no centro de Mali", disse à AFP uma autoridade desse Ministério.

Coulibaly será substituído pelo até então ministro da Administração Territorial, oAbdoulaye Idrissa Maiga.

Neste sábado, o Exército malinês retomou o controle de Boni (centro), na região de Mopti, que havia sido ocupada pelos radicais um dia antes.

Entre março e abril de 2012, o norte do Mali caiu nas mãos de grupos extremistas ligados à Al-Qaeda. Esses grupos foram expulsos em 2013, em sua maior parte, durante uma intervenção militar liderada pela França.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos