Milhares vão às ruas em São Paulo pedir 'Fora, Temer'

São Paulo, 5 Set 2016 (AFP) - Milhares de partidários da ex-presidente Dilma Rousseff foram às ruas de São Paulo, neste domingo (4), contra o novo governo de Michel Temer (PMDB-SP), o qual minimizou a importância dos protestos.

A multidão tomou a avenida Paulista para denunciar o "golpe" sofrido por Dilma. "Fora, Temer!" e "Eleições Diretas Já!" foram as palavras de ordem mais repetidas pela militância e escritas nos cartazes.

Alguns manifestantes queimaram um caixão de madeira, com um boneco de Temer dentro.

Segundo os organizadores, o ato reuniu 100 mil pessoas. A Polícia não divulgou estimativas.

Ao contrário dos episódios de confronto registrados nesta semana, com quebra-quebra e uso de bombas de gás lacrimogêneo por parte da Polícia, a manifestação transcorreu de forma relativamente pacífica na capital paulista.

Falando da China, onde participa da cúpula do G20, Temer disse que os protestos são "pequenos e depredadores".

"O presidente golpista do Brasil disse que nossa manifestação teria 40 pessoas. Aqui estão as 40 pessoas. Já somos quase 100 mil na avenida Paulista", disparou Guilherme Boulos, do Movimento dos Sem-Teto, que convocou a marcha junto com sindicatos e outras organizações de esquerda.

A manifestação desse domingo aconteceu no fim da tarde para não coincidir com a passagem da tocha dos Jogos Paralímpicos. As Paralimpíadas serão inauguradas na próxima quarta-feira (7), no Rio de Janeiro.

Mais cedo, cerca de duas mil pessoas protestaram na praia de Copacabana, também pedindo "Fora, Temer!".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos