Quinze soldados morrem no Iêmen em ataque rebelde e em atentado

Áden, Iêmen, 4 Set 2016 (AFP) - Quinze soldados pró-governo morreram neste domingo (4) em um ataque de rebeldes no norte do Iêmen e em um atentado com explosivos no sul do país - relataram fontes militares e um funcionário dos serviços de segurança.

No Iêmen, as forças leais ao presidente Abd Rabo Mansur Hadi, apoiadas desde março de 2015 por uma coalizão militar árabe, enfrentam ao mesmo tempo os rebeldes huthis, que controlam uma parte do país - incluindo a capital, Sanaa (norte) - e grupos extremistas implantados no sul.

"Onze soldados morreram, e 28 ficaram feridos" em um duplo ataque lançado pelos rebeldes para tentar tomar das forças do governo o porto de Midi, na província de Hajja (norte), disse uma autoridade militar.

A Força Aérea da coalizão árabe, sob comando saudita, fez 15 bombardeios sobre a região para conter o avanço dos huthis e de seus aliados, militares fiéis ao ex-presidente Ali Abdalá Saleh, segundo a mesma fonte.

De acordo com esse funcionário consultado pela AFP, a Aviação da coalizão multiplicou seus ataques contra posições rebeldes nas últimas 24 horas no norte do país, incluindo Sanaa.

Já em Adén, a grande cidade do sul onde os extremistas se encontram ativos, quatro soldados das forças governamentais morreram em um atentado com explosivos contra uma barreira militar recentemente instalada em um bairro residencial, informou outra autoridade de segurança, que acusou a Al-Qaeda.

bur-faw/tm/bpe/aoc/age/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos