Putin vê 'certa aproximação' com EUA sobre Síria

Hangzhou, China, 5 Set 2016 (AFP) - O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta segunda-feira que há uma "certa aproximação de posições" entre Rússia e Estados Unidos sobre a Síria, depois de se reunir com seu colega americano, Barack Obama, à margem da reunião do G20 na China.

"Apesar de tudo, há uma certa aproximação de posições (com os Estados Unidos) e uma compreensão do que poderíamos fazer para baixar a intensidade da situação na Síria", declarou Putin em uma coletiva de imprensa em Hangzhou.

Mais cedo, o presidente Barack Obama classificou de produtiva a reunião que manteve nesta segunda com seu colega russo sobre um cessar-fogo na Síria, depois de um encontro anterior a respeito que terminou em fracasso.

"Tivemos conversas produtivas sobre o que será um verdadeiro cessar das hostilidades", afirmou Obama após reunir-se com Putin à margem do encontro do G20 na China.

Durante o domingo, muitos esperavam um acordo sobre o conflito na Síria, especialmente sobre o envio de ajuda humanitária para a cidade de Aleppo, uma das mais afetadas pela guerra.

Mas Washington acusou Moscou de ter recuado em alguns pontos das negociações, o que tornou impossível um acordo entre as duas potências.

Estados Unidos e Rússia, que executam ataques aéreos na Síria contra os extremistas, mas de modo separado, discordam sobre o futuro do presidente Bashar al-Assad, que continua atacando a oposição síria com o apoio da Rússia.

A guerra na Síria, que desde 2011 provocou mais 290.000 mortes, obrigou milhões de pessoas a fugir do país.

mp-pop/nm/pjl/lmm/eg/ma/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos