Aldeias Infantis vencem o prêmio Princesa das Astúrias da Concórdia

Madri, 6 Set 2016 (AFP) - A organização internacional Aldeias Infantis SOS foi anunciada como a vencedora do prêmio Princesa das Astúrias da Concórdia 2016, por sua contribuição à ajuda das crianças vulneráveis, especialmente aquelas afetadas por catástrofes ou conflitos bélicos.

Por quase sete décadas e em 134 países, a organização Aldeais Infantis se dedica à "proteção das crianças, por meio de princípios pioneiros e que ganham ainda maior vigência em momentos nos quais os conflitos internacionais colocam em especial risco os mais vulneráveis", explicou a ata do júri.

Fundada em 1949 pelo austríaco Hermann Gmeiner, estabeleceu métodos inovadores de "trabalho a longo prazo com as crianças órfãs ou abandonadas", para fornecer um entorno familiar no qual possam desenvolver-se até a idade adulta, indicou a Fundação Princesa das Astúrias.

Atualmente, a organização tem quase 570 aldeias que atendem mais de 58.880 crianças, assim como uma rede de 1.880 centros entre residências juvenis, colégios e hospitais com capacidade para quase meio milhão de pessoas.

O prêmio, que era conhecido como Fundação Príncipe das Astúrias, foi rebatizado há dois anos em homenagem a Leonor de Borbón, de 10 anos, nova herdeira do trono da Espanha após a proclamação de seu pai, Felipe VI, como rei em junho de 2014.

O prêmio tem dotação de 50.000 euros e uma escultura criada por Joan Miró.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos