Cerca de 100.00 pessoas fogem dos combates na província síria de Hama

Beirute, 7 Set 2016 (AFP) - Cerca de 100.000 pessoas fugiram nos últimos dias dos combates entre os rebeldes e as forças do governo de Bashar al Assad na província de Hama, no centro da Síria, afirmou a ONU nesta quarta-feira.

"Entre 28 de agosto e 5 de setembro, os combates provocaram o deslocamento de 20.000 famílias, ou seja, aproximadamente 100.000 pessoas, das regiões rurais do norte da província de Hama para as aldeias próximas ou para a cidade de Hama", capital da província, informou o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) em comunicado.

No fim de agosto, facções rebeldes e o grupo radical Jund al Aqsa lançaram uma ofensiva surpresa nesta província, amplamente controlada pelo governo, tomando o controle de uma série de localidades, em particular no norte da circunscrição, segundo a organização Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O objetivo principal dos insurgentes é retomar o aeroporto de Hama, de onde saem os helicópteros militares que atacam os inimigos de Damasco em outras frentes.

Com essa ofensiva, os rebeldes buscam diminuir a pressão na região de Alepo, mais ao norte no país, dispersando as tropas pró-governamentais sobre várias frentes.

O conflito na Síria começou em março de 2011 após a repressão de manifestações pacíficas contra o governo, e implica uma ampla gama de atores, locais, regionais e potências estrangeiras.

A guerra deixou mais de 290.000 mortos e deslocou milhões de pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos