Malásia registra primeiro caso de contágio de zika em grávida

Kuala Lumpur, 7 Set 2016 (AFP) - As autoridades da Malásia anunciaram nesta quarta-feira o primeiro caso de contágio do vírus da zika em uma grávida, uma moradora de uma província perto da fronteira com Cingapura, território que registra vários casos da doença.

A mulher de 27 anos, residente do estado de Johor, é o terceiro caso de contágio do vírus na Malásia.

O vírus da zika, detectado em 67 países, provoca apenas leves sintomas na maioria dos infectados, mas no caso das mulheres grávidas pode provocar o nascimento de crianças com microcefalia.

"A mulher está esperando o primeiro filho. A gravidez tem de três a quatro meses", afirmou o ministro da Saúde, S. Subramaniam.

No sábado, as autoridades malaias anunciaram o provável primeiro caso de transmissão local do vírus da zika, um homem de 61 anos que faleceu por complicações cardíacas.

Subramaniam disse que ainda não está claro como e onde a grávida contraiu o vírus.

Mas um comunicado ministerial informa que ela visitou Cingapura há seis meses e que seu marido viaja regularmente à cidade-Estado.

O vírus da zika é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, mas também por via sexual.

As autoridades temem um possível aumento dos casos da doença na Malásia e intensificaram a vigilância das fronteiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos