Opositor venezuelano Capriles denuncia cerco de grupos armados em aeroporto

Caracas, 8 Set 2016 (AFP) - O líder opositor venezuelano Henrique Capriles denunciou nesta quarta-feira (7) estar "sitiado" junto com dezenas de passageiros, por grupos armados ligados ao chavismo, no aeroporto da Isla de Margarita, no norte do país.

"Estou sitiado neste momento por grupos armados do governo, mascarados (...) Aqui há pessoas, aqui há crianças, não sou eu sozinho", afirmou Capriles, em um vídeo divulgado na rede social Periscope.

A denúncia foi feita dias depois de um protesto contra o presidente Nicolás Maduro em Villa Rosa, periferia de Porlamar, maior cidade de Margarita. Segundo vídeos divulgados por líderes da oposição, os manifestantes cercaram o presidente, fazendo "panelaço", durante o trajeto que ele percorria a pé.

Capriles responsabilizou Maduro pelos incidentes desta quarta no aeroporto internacional Santiago Mariño, no estado insular de Nueva Esparta.

"Maduro mandou grupos armados ao aeroporto em Margarita, sitiados passageiros, crianças, todos. Eu o considero responsável pelo que acontecer", alertou Capriles em um tuíte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos