Polícia detém mais duas pessoas por carro com botijões de gás em Paris

Paris, 8 Set 2016 (AFP) - Um segundo casal foi detido em Montargis, região central da França, como parte da investigação iniciada após a descoberta em Paris de um carro com seis botijões de gás, anunciou a polícia.

Um primeiro casal, vinculado ao islamismo radical, foi detido na quarta-feira. A polícia acompanha o caso com atenção, dois meses depois do atentado de Nice, que deixou 86 mortos, e após uma série de ataques extremistas no país.

O proprietário do carro, que tem antecedentes de proselitismo islâmico, foi liberado na terça-feira à noite após um interrogatório.

A polícia continua procurando a filha do proprietário, que o próprio pai definiu como "radicalizada", segundo uma fonte oficial.

Os investigadores e o serviço de inteligência foram alertados no domingo, quando o funcionário de um bar detectou a presença de um botijão de gás no assento de um veículo. O automóvel não tinha placa e estava com o pisca-alerta ligado.

O botijão estava vazio, mas os policiais encontraram, na mala do carro, outros cinco botijões de gás cheios. Nenhum detonador foi localizado, no entanto.

O carro estava estacionado em uma pequena rua da capital, perto do rio Sena, diante da Catedral de Notre Dame, uma das principais atrações turísticas de Paris.

A unidade antiterrorista abriu uma investigação preliminar por associação criminosa com fins terroristas para determinar se este era um projeto de atentado ou não.

rb-mig/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos